casa

ARQUITETURA E LISTA DE CASAMENTO TÊM ALGUMA COISA A VER?

ARQUITETURA E LISTA DE CASAMENTO TÊM ALGUMA COISA A VER?

Pouca gente sabe, mas acredite: listas de presentes de casamento têm tudo a ver com arquitetura e design de interiores!

Quando estamos nos preparando para o grande dia, muitas vezes acabamos por deixar de lado algo de fundamental importância para a vida a dois: o lar! (...)

Preparar nosso primeiro cantinho pode ser uma atividade deliciosa a ser desfrutada com muito amor e pensada nos mínimos detalhes para realmente começarmos com o pé direito.

QUEM CASA QUER CASA: O PRIMEIRO LAR A DOIS

QUEM CASA QUER CASA: O PRIMEIRO LAR A DOIS

Na ansiedade (boa) pela organização e concretização do casamento dos sonhos muitas pessoas acabam se esquecendo de um ponto fundamental para compartilhar uma vida: a casa!

Uma boa convivência vem de um lar bem estruturado, não só pelo respeito e amor que obviamente deve existir entre os envolvidos, mas também pela organização arquitetônica dos ambientes, levando em consideração as particularidades de cada um e as expectativas futuras para a família.

MORAR SOZINHO E MORAR JUNTO

MORAR SOZINHO E MORAR JUNTO

(...) Essa vida nômade (e um tanto quanto crazy) me permitiu experimentar diversos tipos de moradia. É muito interessante ver como as dinâmicas das tipologias habitacionais, assim como o fato de morar sozinha ou junto com outras pessoas diverge significativamente no nosso estilo de vida e na forma como organizamos nosso lar.

VIVA DIFERENTE. VIVA DO SEU JEITO!

VIVA DIFERENTE. VIVA DO SEU JEITO!

Você já parou para pensar que se todos nós somos diferentes, nenhuma casa deve ser igual?

Quando falamos sobre isso, estamos nos referindo a muito mais do que estética, mas a questões técnicas, funcionais e práticas.

Pare um minutinho agora e pense em como você vive (...)

TODA CASA TEM UMA HISTÓRIA

TODA CASA TEM UMA HISTÓRIA

Assim como todas as famílias, toda casa tem uma história.

Esses dias meu irmão me disse que começou a marcar na parede a altura da minha sobrinha, que esse mês faz quatro anos. Imagine só, quanta história não está na ponta do lápis que ele usa? No pequeno traço que desenha? E se ninguém apagar (e espero que não apaguem), em alguns anos teremos uma narrativa numa parede que antes era apenas uma cor sólida.

E isso acontece com cada parte, com cada detalhe da casa.